Laura Miranda e Mariana Frochtengarten
Residência artística: Nova Scotia College of Art and Design, Halifax, no Canadá.
Sítio de criação: Área residencial, centro da cidade de Halifax, com a participação de Katie Guiton, Philip Doucette, Rose Adams, Sheila Strong e Taiya Baars.

Stelaro foi um trabalho coletivo de criação, desenvolvido na oportunidade do convívio entre as artistas e alguns vizinhos. Cada participante escolheu um objeto pessoal para ser detalhado por desenhos, imagens e relatos. Ao longo do processo, os objetos da vida diária se transformaram em elementos estéticos, transcenderam sua função pela trama complexa que revelaram de valor e significado, de sensorialidade e criação.
Um conjunto de objetos foi criado por molde para compor a coleção exposta nessa instalação. O espaço se tornou um campo magnético para ser percorrido pelo público. Cada pessoa recebia um par de óculos de tecido translúcido, cujo resultado era o turvamento da visão e, consequentemente, pelo movimento, criava um efeito de desestabilização do corpo. As artistas sugeriram uma atmosfera onírica povoada por objetos articulados para expandir as fronteiras entre pensamento e imaginação, visível e invisível, público e privado.